Tweets!

 

AMOR

Da próxima vez, deixe a saudade viver.

Menina, tua voz me nina.

Não quero doçura moderada. Cubra-me de mel.

Nunca mais trevas depois do teu olhar.

Saudade, especialista em ressurreição.

Sempre desobedecemos todos os prazos de validade quando se trata de amor.
Só nos domínios do amor a eternidade pode caber em um minuto.

Só nos domínios do amor o mundo pode caber em um abraço.

Teu abraço é meu mundo.

Vê-la tira-me o fôlego. Só um beijo me devolve à vida.

Felicidade, um estado de êxtase tão grande que só pode ser você.

Adoro teu assalto a mão amada.

Fecho os olhos e deixo-me assaltar por tua mão amada.

Náufragos, saíram do mar ao amanhecer, respirando boca a boca.

Não há amor sensato.

O amor é o único sentimento que consegue ser frágil e poderoso ao mesmo tempo.
Vem. Percorre-me. Desvenda-me.

Sim, mergulha em meus mistérios.

O preço do prazer é saudade ou arrependimento.

O salário da carne é o prazer.

Com quantos beijos se cobre um corpo amado? Quando o amor precisa de aritmética…

Onde filósofos vêem ausência, não presença e outras pérolas, o amor só vê saudade.

Amor é louco, inesperado e nao conta dias pela nossa régua.

O amor é monoglota. Só fala e entende a própria língua.

Os poucos minutos de meu fim, dedico-os ao amor.

A felicidade não está no penúltimo amor.

Se eu te amo? Multiplica por milhões. Inclui uma eternidade. Ainda não sabes. Mas já tens um bom começo.

A textura de pêssego do teu dorso capturando o sentido essencial de minhas mãos.

Que tenho eu com calendários, depois do primeiro dia contigo?

Desse amor até a saudade é sublime. Quero sorver até a última gota.
Amor e tempo disputam meu futuro.

O amor me alimenta, o tempo me esgota.

Às vezes “eu te amo” soa como ameaça.

Imagine a vida sem amor, sem paixão. Imaginou? Agora, saia, viva e ame desesperadamente.

O sofrimento é a melhor aula do amor.

O amor ensina com palmatória.

Amor dói. Não amor também.

O amor é um mestre muito rigoroso. Que castiga em quarto escuro.

Há tal floresta de amor em meu peito que preciso deixar miolos de pão para voltar.

Quem ama deveras sabe quando é hora de parar.

Se amor rimar com dor, fecha a porta do coração e saia devagarinho.

O amor é nômade.

Amor não tem domicilio conhecido

Entre as luzes da cidade, procuro a luz dos teus olhos.

Amor e tempo não chegam a um acordo sobre meu futuro.

Nas cores do arco-íris e em todos os acordes do Bolero de Ravel, prende-me o teu fascínio.

Em todas as curvas do horizonte, em todas as sonatas já ouvidas, espero encontrar=te.

Em todos os vales e ravinas, o som de tua voz me atrai e desatina.

Como noite iluminada me revelava. Com suas estrelas, me mirava.

Um dia vou parar de amar. Mas aí será tarde demais.

Acenda sobre mim a sua luz. Ainda que seja um brilho triste.

Quando eu voltar a ser menino, posso me esconder em teu colo?

Toda vez que o amor me assalta, decreto estado de encantamento,.

Acenda sobre mim a sua luz. Não qualquer luz. A sua luz.

Utopia e amor vivem na maior intimidade.

Sob seu olhar, o Paraíso.

Doce, doce, doce amargo amor. Para ser feliz. Pra sobreviver.

Um beijo é meu vocabulário.

Em amor, uma vida inteira é só treinamento.

COMUNICAÇÃO

Twitter, a nau dos sensatos.

FAMÍLIA

Casamento é entre homem e mulher. Na lei e na natureza.

GENÉRICAS

Amanhã, faça como o dia. Dê as caras ao mundo e continue.

Ouvir Mozart. Ver você. Tocar suas pétalas secretas. Sentir o perfume de seu cabelo. Saborear seu beijo. Os sentidos fazem o maior sentido.

Tarde fria, rio calmo, guarde os remos, deslize e ouça a floresta.

A alma ainda quer dançar, mas estou com sono.

Os loucos dominarão o mundo. E ele será alegre e generoso.

Rumo é pra perder.

No saguão de minha alma, um mundo de possibilidades do que eu sou. Vem e vê.

Diante de minha mãe, sinto-me pequeno.

O sol não se põe. Apenas brilha em outro lugar.

Com a cumplicidade do vento, freneticamente me acena o arvoredo.

O que penso de mim mesmo não tem importância. Mudo minuto a minuto.

O ódio não habita o coração que sonha.

Não me critiquem por não ter um minuto a perder. Já perdi  quase uma vida inteira.

O amanhã é mistério, mas eu navego mistérios.

Só o menino que fui tem autoridade para falar sobre minha infância.

Dois seres cheios de defeitos e carências sob o mesmo teto não é amor, é simbiose.

O silêncio restaura o que o verbo destrói.

Quando me dizem “pensa no futuro”, digo que já pensei muito e não fui correspondido.

Sonhos são amantes de uma noite só.

Um dia é apenas uma folha branca. Escreva o seu melhor capítulo.

Unfollow não é a varinha mágica de Deus.

Peça-me qualquer coisa, até um pedaço da vida eterna, mas não que eu leia P Coelho, ouça Cláudia Leite e EMINEM.

Em música, tristeza, solidão e traição fazem mais sucesso que felicidade.

Encontrar twitters é desvendar avatares. Não-raro é maravilhoso

Não quero amigos secretos. Quero amigos escandalosos, exuberantes, pândegos.

Rios não acenam, só sussurram quando passam.

Quero sonhos sem fim, horizontes sem cercas, quero.

Compositor triste faz música. Compositor alegre faz música. Compositor. Faz. Música.

Compositores são tradutores de almas. Todos falamos através de suas músicas.

O dia é só um satélite que precisa de nossa alma para ter luz.

No momento decisivo, alguém precisa virar a página.

Sem palavras. Sem encanto.

Não regue com lágrimas seu coração ferido.

Uma sinfonia vespertina. Nada mais peço ao coração.

Bingo, onde os fracos jogam e os fortes ganham dinheiro. Mais verdade que isso só que a água ferve a 100 graus.

Saudade não combina com GPS.

Kit de sobrevivência de fim/início de ano: não vou a shoppings, evito aeroportos, não pego estradas.

Amanheci com uma saudade não sei do que, não sei de onde.

Pingos de chuva conversam comigo antes de molhar a terra.

Sou recurso humano não renovável. Gaste-me sem moderação.

Ah, essa chuvinha, que conta coisas mas pede segredo…

Rostos tristes e sofridos aguardam, nos aeroportos, a última chamada para qualquer lugar.

Por que, dentre todas as frutas em que a vida nos pode transformar, ela escolheu logo o maracujá?

A pétala de uma flor recebe um beijo, retribui, com perfume, e não exige fidelidade.

Na pétala de uma flor há sempre, esperando, um beijo. Generosa natureza.

Sou um amante da vida e de tudo o mais, em busca de rumo. E, acreditem, ele existe.

Após a euforia, tudo volta aos ácaros.

O futuro é o fim. Surpresa, sempre temporária, só no trajeto.

Não o encontro, mas a procura.

No câncer, por mais dura que seja a batalha, o campo de batalha humano dificilmente resiste.

Quanto mais curto o prazo de validade, mais valioso o tempo.

Meu sonho tem dona e destino.

Se todos os átomos já foram parte de uma etrela, acabaremos voltando para ela.

Se a vida te fez esperança, sê esperança. Se a vida te fez quimera, sê quimera. É impossível escapar do que te fez a vida.

Se não fosse minha fidelidade ao prazer, eu começava uma dieta agora mesmo.

Quando a alma pressente a chegada do sol, recusa-se a dormir.

Por baixo da maquiagem será sempre você mesma. Acostume-se.

No espelho, alguém, vagamente parecido comigo, me contempla.

Todo gordo se ama. E é fiel.

Números são estranhos à alma.

Não há engano na passagem do tempo.

Lição de folhinhas antigas, aquelas de bloquinhos. Dias passados não voltam.

Colo de mãe, a primeira instância de todos os meninos.

Não foi engano. O dia de ontem é passado.

Nova Friburgo: comerciante não chora.

Até os 40, o tempo me perseguiu. Aí, passou por mim, disparou e agora, dia após dia, perco-o de vista.

Parodiando Salomão, no Eclesiastes, há tempo para dançar e tempo para falar. Não misture os tempos nem os prazeres.

No dia em que não houver mais carne e outros acepipes, um prato de salada será caviar.

Minha mãe aprendeu a ler para me ensinar. Pegava a letra de “Vamos Estudar” e colocava no meu bico.

 Espelho de gordos não é sincero.

A felicidade fica num lugarzinho entre o possível e o impossível.

Entre o possível e o impossível, uma rede branquinha.

Dançam em mim um ancião e um menino.

Curva-se o dia à alegria do espírito livre.

Meu arrependimento não consegue achar nenhum pecado…

Livros podem conter tragédias ou sonhos. Descubra a página certa.

Padrinhos são aqueles casais que aparecem na sua foto de casamento. E nunca mais…

Padrinho é o cara que lhe dá o primeiro fogão.

Padrinho é quem lhe dá um faqueiro quando você precisa de uma passagem pra Las Vegas.

Só quem tem fama é vítimia de difamação.

No twitter, a ausência nos une.

Notas musicais me atravessam como setas abençoadas.

Quanto mais consulto médicos, mais me convenço de que eles não me conhecem.

Todos somos imensas catedrais. Alguns de pedras seculares, outros de areia.

Procure-me nas entrelinhas. Nas entrevistas, costumo ser generoso comigo mesmo.

Uma planta com formigas não pode ser venenosa.

Desde pequenino, tentam fazer de mim um  certo homem. Cresci e me vinguei. Sou um outro homem.

Diziam-me: estude para um dia ser alguém. Cresci e provei que, mesmo com estudo, sigo sendo ninguém.

Sem saúde, comer, beber, dançar, sonhar, amar são apenas verbos.

O mais inseguro dos contratos é o contrato de seguro…

A vida é o melhor vinho de sua adega. Beba sem moderação.

Sem uma mulher que valha a pena, comer, beber, dançar, sonhar, amar são apenas verbos.

Dou meu coração. Em vida. Sem perigo de rejeição.

Quando você estiver procurando pretextos para NÃO VOLTAR pra casa, o outro (ou outra) os estará procurando para SAIR de casa.

Não estranhe se te falo em silêncio. 

Em meio à multidão, caminho solitário.

Comer, beber, falar, beijar… Boca polivalente!

Ternura e amargor, o riso sem juízo, perdoa amor, eu ter dos dois.

Nessa contradição, sou homem criança, loucura razão, desesperança

Lindos corpos nas revistas me fazem acreditar cada vez mais em AdobePhotoshop.

Impaciente, esvai-se a vida pelos dedos.

POESIA

Havia um tapete de tristezas, mas a poesia preferiu solo abençoado.

No dia dos poetas, andar pela praia, namorando as marés.

Passei o dia dos poetas passeando sobre hipóteses, hipérboles e parábolas.

Quando fala o poeta, cala-se o frívolo verbo de cada dia.

Para o poeta não importa o que o mundo pensa de uma árvore ou de uma pedra. No verso, pedra e árvore serão o que o seu coração quiser.

Poesia é o coração de bom humor.

Poesia é linguagerm de coração bemhumorado.

Poema ajuizado é chato.

Tristeza e poesia se amam.

Tristeza é matéria-prima do poeta.

POLÍTICA

Precisamos de um flautista mágico, que retire os ratos de Brasília.

Zé Dirceu será enterrado no domingo. Sobre o caixão, as bandeiras do PT e do IBOPE.

Na escuridão dos iletrados, agem com desenvoltura letrados criminosos.

O povo está só. Com um grito engatilhado.

Meus algozes tomam posse e comemoram seus diplomas.

No baile do Congresso Nacional quem dança é o povo.

Nessa festa, os deputados cantam e o povo dança.

Entre os palavrões que procuro evitar acrescentei, com todas as honras, deputado.

Os oradores sacros dizem o q o fiel quer ouvir. Os políticos dizem o q os parvos querem ouvir. E tudo é mentira e quimera.

Sem carteira assinada, sem liberdade, sem esperança, você trabalhará cinco meses só para pagar impostos.

Sou favorável ao passaporte dipomático de Lula. Só espero que o destino seja longínquo.

Não existe lágrima de político.

Onde o governo é omisso, só resta ao povo a oração.

Agora a tragédia do Rio existe. Saiu no Diário Oficial.

No Brasil, a fé pública anda desmoralizada. Desde Pedro Álvares Cabral.

Separatistas do Brasil, uni-vos!

Placa implausível: “Políticos trabalhando”.

Em festa de político, nem como penetra o povo entra.

Políticos: omissão remunerada.

O Estado não existe. Existem cidades. O resto é ficção.

Política  e vida real me tiram a doçura do amor.

Nas mansões e castelos, riem do povo os privilegiados.

RELIGIÃO

Se existe o Deus que apresentaram ao menino que fui, o sol é sua bênção matinal. Meu êxtase é a oração agradecida.

Atroz é a angústia de quem não cré.

Depois de tanta festa, o menino volta, desconhecido, à manjedoura.

Jesus brilha durante cinco dias. Os malfeitores o ano todo.

Os domingos não interagem. Só ouvem confissões.

Não há pecado ou redenção que sobreviva a um fim de domingo.

Telepastores não conseguem vencer o Demo. Só o transferem de um fiel para outro.

Combater o Diabo é um grande negócio. Ele não reaje e rende dízimos.

O Diabo deveria pedir comissão de 50% aos telepastores. Afinal, sem sua participação o culto não teria graça.

Quem vive sem Jesus é o maior alvo de Jesus.

VIDA

Daqui a alguns anos serei uma sombra. Ou uma lembrança. Mas viver até lá terá valido cada segundo.

Morrer é só um jeito de continuar vivendo em outra dimensão.

Acordar respirando é a glória. O resto vem a seguir.

Viaje, voe, sonhe, viva. “Um dia desses” é só um código para “nunca”.

No espelho, um vulto de que me lembro vagamente.

 Se a vida te manda andar, anda. Se te manda parar, para. Se te manda, obedece. Não dá pra contrariar a vida.

Ninguém atende ao recall da ceifadeira.

Sem a morte da semente, não haveria a vida.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: