Cidadão de Festim

Artigos publicados na mídia ao longo de vinte anos, representando as angústias do autor com os direitos que só estão no papel, que não se realizam, que são apenas miragens. Segurança é direito constitucional mas o cidadão tem de ter cerca elétrica, alarmes, pagar seguranças e blindar o carro. Deveria ter saúde, mas terá de contratar planos caríssimos para obter tão precioso bem. A educação está prometida na Carta Magna, mas se não frequentar as melhores escolas, esgotando suas economias, o jovem não irá para a faculdade. Esse é o espírito desse livro.