Release Provocações

Ácido, reflexivo, provocante.
Provocações, de João Campos.

Na tendência da supressão de palavras pela rapidez da transmissão de informações, onde o tempo é sucinto, conseguir transcrever pensamentos e expressar opiniões torna-se uma tarefa ardilosa. É preciso muito tato, sensibilidade e brincadeira das palavras, deixando a interpretação viajar nas memórias de cada leitor, provocando os sentidos e trazendo à tona questionamentos, admiração e senso crítico.

Com essa habilidade à flor da provocação, o advogado, jornalista e escritor João Campos Corrêa sintetizou seus medos, indignações e prazenteiros nos 140 caracteres permitidos pela rede social Twitter. O resultado foi uma grande legião de seguidores, que agora poderão ver seus aclives e declives racionais e emocionais em quase duzentas páginas de máximas twittadas, no livro Provocações (Editora Letra Livre – 2011, http://www.letralivre.com.br).

No conjunto da obra, pode-se ver trechos onde o autor se entrega a viver um amor, como: “Amor é um pacote colorido que se abre todos os dias”; ou se desfalece em decepções: “Amor não tem backup. Por isso, erramos de novo”. Ou até mesmo, divaga na complexidade que emoldura um relacionamento a dois: “Casamento é laboratório onde o amor me reinventa.”

Assuntos como a comunicação também se mostram presentes em frases condensadas: “A língua se fez para o sabor. A fala foi dano colateral”. Demonstra seu prazer pela arte da ousadia na expressão: “Editorial sem coragem é receita de bolo”, contrastando com sua correlação em explicar a vida: “Vida é um texto corrido. A pontuação é sua. Faça sentido”.

Nesse contexto, a complexidade da economia é denotada em tom crítico: “Banco, o único assalto tributado e comemorado pelo governo”; a política não escapa de seus duros verbos: “A ética me liberta, a lei me constrange”; e o humor tem seu espaço garantido: “Se o domingo é feito, o adultério com a segunda-feira é inevitável”.

Religião, espiritualidade, vida, morte, futuro e suas grandes paixões (poesia e literatura) completam a essência de Provocações, fazendo um convite provocante e irrecusável ao desfrute da boa leitura. Provocações, um resumo de frases reflexivas para serem lidas, repensadas e apreciadas.

João Campos Corrêa, advogado, jornalista e escritor, nasceu em Alto Paraguai, MT, e formou-se em Direito, em 1974, pelas Faculdades Metropolitanas Unidas, de São Paulo. Como jornalista, trabalhou na Editora Abril, São Paulo. Foi conselheiro da OAB/MS em dois mandatos, um deles como 1º Secretário. Publicou os livros “Reclame, o Direito é seu. Manual do Consumidor Indignado” (Letra Livre – 1996), “Cidadão de Festim” (Rede Pura – 2005) e vários artigos especializados sobre Direito e Política. Atualmente, é Assessor Jurídico da Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul.

“Nunca chame o diabo para dançar. Ele aceita e é ótimo dançarino.” JC

Anúncios

Trechos do livro “Redução do Estômago: uma segunda chance”

Trechos do livro “Redução do Estômago: uma segunda chance”
(nome provisório)

Obesidade mórbida

A obesidade mórbida nasce de transtornos genéticos, hereditários, ambientais, metabólicos, alimentares e de distúrbios médicos como o consumo de esteróides e hipotiroidismo. Continue lendo

Provocações

SUCESSO NO LANÇAMENTO DE PROVOCAÇÕES

 

 Livraria lotada, muitos representantes da mídia (TVs e os maiores jornais), twitters em grande quantidade. Foi um sucesso o lançamento de Provocações.

Momento em que João Campos era entrevistado para “Festa & Eventos”.

 

 

 

OBSERVAÇÃO NECESSÁRIA

SE VOCÊ ADQUIRIR ESTE LIVRO ESTARÁ COLABORANDO COM O AUTOR PARA CUSTEIO DA EDIÇÃO. BASTA PEDIR PARA kenia@jcampos.com.br QUE O LIVRO SERÁ ENVIADO AUTOGRAFADO. SÃO APENAS R$25,00 + despesa de correio (média 6,00). OBRIGADO!

APRESENTAÇÃO

O estilo ácido, crítico e provocante de João Campos revela suas vertentes em frases presentes nas páginas de seu mais recente livro, Provocações, trazendo as verdades, perplexidades, estupefações, angústias e raros (porém intensos) surtos de felicidade.

Sentimentos lapidados e compilados dentro dos 140 caracteres permitidos na rede social Twitter.

A obra traz assuntos que viajam sobre a intensidade do amor; a versatilidade da comunicação e a complexidade da economia, além de dissertar sobre política, colocar em pauta a polêmica dos temas religião, epiritualidade, vida, morte e o tão misterioso futuro.

Suas grandes paixões (poesia e literatura) também são abordadas, entre outros assuntos.

Provocações são frases reflexivas para serem lidas, repensadas e apreciadas.

HENRIQUE MEDEIROS
Editor

Cidadão de Festim

Artigos publicados na mídia ao longo de vinte anos, representando as angústias do autor com os direitos que só estão no papel, que não se realizam, que são apenas miragens. Segurança é direito constitucional mas o cidadão tem de ter cerca elétrica, alarmes, pagar seguranças e blindar o carro. Deveria ter saúde, mas terá de contratar planos caríssimos para obter tão precioso bem. A educação está prometida na Carta Magna, mas se não frequentar as melhores escolas, esgotando suas economias, o jovem não irá para a faculdade. Esse é o espírito desse livro.

Reclame, o direito é seu

O livro sob medida para as pessoas que não gostam de levar desaforo para casa – mas que acabam engolindo sapos por desconhecer os seus direitos de consumidores. Em linguagem acessível e bem-humorada, você fica sabendo de casos de abuso que poderiam acontecer com qualquer um. E ainda aprende como enfrentar esses espertalhões, tornando-se um cidadão-consumidor ativo e consciente. Leia e reclame. O direito é seu!

Encontro de cidadania

POESIA, LITERATURA, FILOSOFIA E POLÍTICA.
COM PARTICIPAÇÃO DE SEUS AMIGOS.
AGIR É A MELHOR FORMA DE MUDAR O MUNDO.

ROTEIRO

É preciso agir e não falar somente. Trata-se de um encontro (nem palestra, nem conferência) com pequenos grupos, em condomínios, entre grupos de amigos, etc. O roteiro que tenho usado é simples. No final fica um gostinho de “quero mais”, que é o desejável.

O EVENTO

O encontro deve ter no máximo 20, 30 pessoas.
Porque permite interação, participação de todos.
Dispensa microfone, com esse número.
Deve ser realizado numa casa, nada muito grande.
Preciso de um data-show pois tenho material para mostrar.

OS TEMAS

Divido o evento em duas partes de uma hora e meia cada uma.
Na primeira, há uma seção de leitura de poemas ou trechos de uma grande obra.
Normalmente, escolho Emerson (sobre o amor ou espiritualidade).
Peço a algumas pessoas que me ajudem a ler.
E conversamos a respeito.

Intervalo.Um cafezinho, eu sugiro.
Mas tem gente que traz uma pizza ou umcoquetel modesto.
Afinal, moderação é tudo.
De bebida, apenas um bom vinho, se for o caso,
que as pessoas podem continuar bebericando ao longo das leituras.

Na segunda parte, falo do livro “Anatomia do Poder”, de John Kenneth Galbraith, lemos alguns trechos e passamos a discutir o poder em geral. Poder das mulheres sobre nós homens… Poder do cidadão. A importância do voto consciente, independentemente de candidatos ou partidos. Falo rapidamente sobre mídias sociais (Twitter, etc.). Falo da Liga das Eleitoras Americanas e seu jeito de influir na sociedade, sugerindo, ao fim, que se crie uma Liga a partir dessa reunião.

HORÁRIO

Pode ser à noite, mas já fiz um encontro num sábado pela manhã. Depende de suas amigas e do seu tempo.

OBJETIVO

Formar cidadãos e cidadãs conscientes do seu papel na sociedade.
Ao invés de reclamarmos eternamente, vamos começar a agir, a formar pessoas,
a influir, a conhecer os mecanismos do poder e do seu exercício eficiente.

CUSTOS

Estou procurando não impor custos aos organizadores pois estou usando viagens que já faço a trabalho e, portanto, a passagem já está comprada. Não há honorários por palesras, pois estou fazendo isso por prazer e para aprender também. Só precisamos acertar coincidência de datas, quando tiver uma para sua cidade.

No máximo, quando for o caso, precisarei de hospedagem. Coisa simples. O resto é com vocês.

P.S.. Quando falo da Liga das Eleitoras Americanas prefiro que as participantes sejam mulheres, pois o assunto é bastante específico e voltado para o público feminino. Mas fique a vontade para convidar homens também. Não há problema.

CONCLUSÃO

Já fiz alguns encontros desses. O de Goiânia tive de voltar, pois o público aumentou. Estou preparando um retorno a Amparo, SP, pelo mesmo motivo.

Um abraço.

J CAMPOS