Moro errou?

Não. Tecnicamente, quem tem foro privilegiado não deve falar, ainda menos por telefone, com pessoa comum que está sendo investigada. Dilma tem foro privilegiado, mas não está sendo investigada! Lula é pessoa comum e está sendo investigado. Ponto final.

Que Lula é pessoa comum, o despacho da Dra. Weber não deixa dúvida sobre isso.

Moro não errou, portanto. Errou dona Dilma, que está cercada por apaniguados sem conhecimento do Direito, que lhe dão conselhos mambembes e mal ajambrados.

Ser eleita com verbas da Petrobras, verbas criminosas, é improbidade. Governar mal, permitindo aumento do desemprego, dando pedaladas para pagar Bolsa Família e Minha Casa, Minha Vida, é improbidade administrativa. Nomear Lula ministro para dar-lhe foro privilegiado é improbidade administrativa. Que mais espera dona Dilma para renunciar?

Não precisa fazer como Getúlio Vargas, que partiu para gesto extremo, nem Jânio Quadros, que tentou o golpe covarde bem Collor de Melo, que partiu para a esperteza, pura e simples.

Basta renunciar. É claro que provar improbidade administrativa perante um Congresso corrupto, como atualmente é, será matéria mais difícil do que se imagina. Seria melhor a renúncia, mas…

Com as revelações de Delcídio do Amaral, não há mais dúvida que houve, sim, improbidade administrativa. O resto é com o STF.

Até lá, quem tem foro privilegiado não deve falar com que está sendo investigado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: